terça-feira, 1 de setembro de 2009

Há 70 anos atrás


1º de Setembro de 1939, às 4h45, a Alemanha disparou vários tiros contra a base de Westerplatte na Polônia e ao mesmo tempo,a invadiu pelo leste, oeste e sul, em ataques que deflagraram a declaração de guerra de França e o Reino Unido contra a Alemanha dois dias depois, dando início assim a segunda guerra mundial.


Pra mim, uma era única e indescritível, me causa horror e fascínio ao mesmo tempo, já li livros, vi documentários, filmes, tudo que se possa saber sobre, e tenho plena convicção de que lá estive em outra vida.

Estes seis anos de batalha, renderam ao cinema, obras primas como A Lista de Schindler (Schindler´s List), A Queda (Der Untergang), A Espiã(Zwartboek), O Pianista (The Pianist), Um Ato de Liberdade (Defiance), O Leitor (The Reader), O diário de Anne Frank (The Diary of Anne Frank), Uma Mulher contra Hitler (Sophie Schöll), O Julgamento de Nuremberg (Judgment at Nuremberg), BBC Documentário - Auschwitz, Os Nazistas e a solução definitiva(BBC-Auschwitz The Nazis and the Final Solution) e tantos outros que ainda virão.

Por lá já ter vivido e ter amigos, sei do constrangimento de alemães e austríacos quando abordados sobre o tema, sobre como isto é um tabu para eles e como se sentem envergonhados com este passado sombrio, e sei que até hoje, algumas pessoas ainda se referem a eles como nazistas, puro e descarado preconceito.

Com informações escassas e manipuladas, um líder opressivo e carismático, propaganda maciça e economia em ascenção, qualquer povo reagiria como os alemães (de forma alguma defendo ou apoio o que aconteceu, é apenas minha visão). Os judeus, ciganos, homossexuais, polacos e eslavos, tão perseguidos e aterrorizados, mas que também tiveram seus traidores, a França derrotada e dominada, Londres bombardeada, e o Terceiro Império Alemão se alastrava como pólvora pela Europa.

Seu fim foi romper o pacto de não agressão com Stalin e invadir a URSS, posteriormente o dia "D", a bomba atômica, e fim.

A desmilitarização da Alemanha(e sua divisão em Oriental e Ocidental) e do Japão, criação da ONU, que hoje é um orgão fraco, com regras que precisam urgentemente ser revistas, não servindo mais para o que foi destinada.

Toda a segunda guerra, para mim, se resume numa única palavra, Auschwitz.


E lembrem, que tudo isto aconteceu, ali... há 70 anos atrás.

4 comentários:

Páginas da minha vida disse...

essa época foi fogo! meu bisavô era polonês...ele e o irmao tiveram que fugir aqu ipro brasil por causa dessa guerra aí.

pra mim,sempre vão existir guerras...parece que o ser humano não aprende com os erros...

bjs

Laura disse...

Meu pai passou pela guerra quando pequeno, mas minha familia não era de judeus nem muito menos nazistas. Tb não sei pq me interessa tanto essa parte da história, achava que era por causa do meu sangue, mas talvez não seja só isso.

É, faz pouco tempo...muito pouco.

Sarah disse...

Nanda e Laura,
é verdade, nao deve ter sido facil, meus bisos tb vieram pra cá fugidos da Austria, sempre contavam historias tristes
Beijos

Patricia disse...

eu também sou fascinada pela segunda guerra mundial. acho que por como um cara ou melhor a oratória de poucas pessoas e um líder foram capazes de matar milhares de pessoas em um mundo que assistiu sem fazer nada...

Related Posts with Thumbnails