quarta-feira, 10 de junho de 2009

Espelho espelho meu, tem alguém mais lindo que ele!

essa grama verdinha do vizinho


Putz, e agora? Uma máxima que ouvimos desde sempre "A grama do vizinho parece sempre mais verde". Acho que real significado dela, só é compreendido (mais intensamente) após vivenciarmos os relacionamentos.

Um cara conhece uma moça, eles se apaixonam, após as intempéries ficam juntos, se casam e vivem feliz para sempre. Rá! As vezes nem precisa casar pra perceber que não é assim que funciona, "Ah, mas antigamente funcionava, meus avós foram casados por 60 anos", legal, naquela época uma mulher traída, era culpada, mesmo sendo a vítima, ser desquitada então? Nem pensar, portanto querida, chifres e crises acontecem, já até falei deles aqui.

Os casais estão sendo estimulados sempre a lançarem seus olhares ao redor, procurarem um objeto de desejo e compará-lo à realidade existente em casa, e também aos relacionamentos que estão decaindo, e aquela velha pergunta aparece, será que eu escolhi certo? Será que o seu parceiro está "à altura" de sua inteligencia, beleza, desenvoltura, qualidades?

Naturalmente, encontraremos pessoas lindas e atraentes no decorrer da vida, as vezes mais que nosso companheiro (ou companheira), alguém que não convivemos no dia-a-dia, que não conhecemos os vícios, as manias, as chatisses, e ele parecerá mais adequado, mais atencioso, mais parecido com você e vai fazer seus olhinhos brilharem, e sua grama amarela e com tons de marrom vai ficar insossa perto do verdão dele! Pura ilusão de óptica, meu bem!

Sabe aquele outra frase "Separar o joio do trigo", pois então, ambos se parecem tanto enquanto estão se desenvolvendo, mas na hora da colheita, ve-se claramente a diferença entre ambos. É assim com esses aventureiros ou aventureiras que pairam nas nossas vidas, sejam colegas de trabalho, vizinhos, conhecidos, da academia, e após você mudar de jardim, passado algum tempo, ele deixará de ser TÃO verde, e virão outros mais verde ainda no virar da esquina e então você para e pensa "O que foi que eu fiz? Sai de um torto e parei num obtuso". Vai por mim, não existe sentimento pior do que este.

Pense e repense sua relação, pese, discuta e principalmente, tenha paciência, deixe passar um, dois, três meses, veja se aquela sensação continua ou se ela simplesmente acaba, avalie se o outro vale tanto a pena assim, depois dessas etapas todas, prepare-se! Virão emoções arrebatadoras, aprendendo a cultivar essa grama nova ou regando aquela que quase morreu.

4 comentários:

Luh disse...

Linda!!

concordo com você, mas se não arriscarmos, jamais saberemos não é mesmo? Se você está tãooo interessada na grama verdinha do vizinho, é porque a sua grama, por mais verde que esteja, seus olhinhos cansaram de olhar ela!!!

Oh vida! rsrs

beijos e um feriado lindo pra você!!

Beijoss

o casalqseama* disse...

palavras certeiras e verdadeiras... mas, ôôô coisa difícl é sentimento, nénão?!

sempre uma incógnita.

bj grande da fê =D

Sarah disse...

Eh Lu!
só q as vezes nao da pra gente arriscar, é melhor ficar firme onde estamos e nao nos aventurarmos por ai, tudo tem q ser medido e pesado ne?
bjss
......................
Bjao Fe!
obrigada pela visita!

Laura disse...

Sabe que eu acho que só se consegue ter um relacionamento maduro quando a gente consegue olhar nossa grama e achar que ta verdinha e linda e que nenhuma grama de vizinho pode ser melhor. Claro que a convivência tras essas coisinhas xaropes ao relacionamento, mas aí vai de cada pessoa apreciar a história, a intimidade, essas coisas que só conseguimos com alguem que convivemos bastante. E tu ta absolutamente certa, achar que a grama do vizinho é mais verde é pura "ilusão idiótica" xD

Beijão!

Related Posts with Thumbnails